terça-feira, 20 de novembro de 2007

CRÊ

Tu que sonhas com um mundo de beleza
E o trazes, palpitante, em teu olhar,
Caminha firme em frente, na certeza
De que a vida tem muito para dar.

Vai, transforma o teu sonho em realidade
Inda que aches no caminho escolhos.
A vida, pra ser vida, na verdade,
Tem de ser lírios abraçando abrolhos!

Nunca julgues que a vida não é bela
Ainda que a noite seja fria e escura.
Se houver tristeza rasga uma janela...

Vês o éu? As estrelas vão regressar...
O sonho há-de vir em tua procura
E tu aprenderás de novo a sonhar!...


Leonor Costa

2 comentários:

MªJosé M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MªJosé M. disse...

Olá,
Vim dar uma voltinha depois de ler o teu ultimo poema que acabo de comentar.

Neste,umas palavras que me lembraram ao ler "Crê"
Uma música que cantarolava há uns anos...

Fui à procura da letra e deixo-a aqui.
É um pouco longa, eu sei!
Mas fica muito bem junto deste teu belo poema.
___________________________

**Cantiga para quem sonha

Tu que tens dez reis de esperança e de amor
grita bem alto que queres viver.
Compra pão e vinho, mas rouba uma flor.
Tudo o que é belo não é de vender


Não vendem ondas do mar
nem brisa ou estrelas, só a lua cheia
Não vendem moças de amar
nem certas janelas em dunas de areia.



Canta, canta como uma ave ou um rio
Dá o teu braço aos que querem sonhar
Quem trouxer mãos livres ou um assobio,
nem é preciso que saiba cantar.



Tu que crês num mundo maior e melhor
grita bem alto que o céu está aqui.
Tu que vês irmãos, só irmãos em redor,
Crê que esse mundo começa por ti.


Traz uma viola, um poema,
um passo de dança, um sonho maduro.
Canta glosando este tema,
Em cada criança há um homem puro.



Canta, canta como uma ave ou um rio
Dá o teu braço aos que querem sonhar
Quem trouxer mãos livres ou um assobio,
nem é preciso que saiba cantar.


(de Luiz Goes)

________________________

Permite-me que adicione o link deste teu espaço,num outro cantinho meu (http://alem-do-horizonte.blogs.sapo.pt/ ).

Passarei sempre que possa, sinto-me bem por aqui.

Beijinhos