segunda-feira, 13 de outubro de 2008

DUAS PALAVRAS


"Amo-te"
Disse-me alguém
E a minha vida
Transfigurou-se em roseiral em flor.
Fui feliz como ninguém
Enquanto a ilusão durou...
"Esquece-me"
Ouvi, mais tarde
E vestiu-se-me de luto o coração.
Hoje já não tenho ilusões,
Já não sou tão crente.
Tenho uma alma velha
Num corpo jovem
Porque já não "amo"
Mas não consigo "esquecer".



Leonor
Em 27.05.1965







sexta-feira, 3 de outubro de 2008

GAROTA DOS OLHOS TRISTES...

"Dedico esta composição, à saudade
que vive no coração da minha amiguinha
Leonor Campos "
- Maria Elisabeth Pereira -


Garota dos olhos tristes...
Porque ris,
Se os teus olhos
Denotam um ar de solidão?...
Sim! Porquê?...
Porquê, quando passas,
Esses dois pedaços de noite tropical
Vagueiam,
Perpassam, sempre serenos,
Quase abstraídos do que os rodeia?...
Oh! Garota dos ohos tristes...
Porque vives fugindo duma sombra,
Buscando um esquecimento que não chega,
Cambaleando,
Aqui...
Além... Oh! Garota!!!
Vem daí e ri às gargalhadas!!!
Ri até chorares...
Chorar?!...
Sim, chorar...
Nos teus maravilhosos olhos negros
Sempre vive brilhando uma lágrima...
Uma lágrima de solidão...
Minha garota de olhos tristes...
Trazes neles incrustada
Mística balada
Duma ilha distante
Onde tens enterrado o coração...
Garota dos olhos tristes...
Porque ris,
Se trazes nos doces olhos
Um tão grande mar de solidão?!...

**************

Por esta altura estávamos nos anos 60...
Encontrei hoje,esta poesia no meio de muitas recordações, Foi escrita por uma colega do Ateneu Comercial, e tive vontade de publicá-la. Nunca antes a tinha dado a conhecer. Já passaram muitos anos, mas ainda tenho olhos tristes... Os olhos que a vida me deu!