quarta-feira, 17 de setembro de 2008

LIANOR

Decidida vai para o emprego
Lianor pela estrada
Vai formosa e mui cuidada.
Leva na mão a maleta
E caminha, direitinha.
Ó Lianor, se eu fosse a ti
Baixava mais a saínha…
Bem sei que tens boa perna
E o que é bom é para mostrar…
Mas mulher, tu tem tino…
Deixa o homem trabalhar!
Não te reboles tanto
Nem sejas tão presunçosa,
Não precisas dar nas vistas,
Já sabemos que és formosa!
Não sejas provocadora,
Troca lá de sapatinhos
Vê se andas como gente
Em vez de andares aos saltinhos!
Lianor, tu tem vergonha,
O homem não pára de olhar…
Olha, depois não te queixes
Que eu não estou p’ra te aturar!
O rapaz que está a ler,
Completamente alheado,
Com a distracção do outro
Ainda acaba atropelado!
Ó Lianor, olha tu poupa-me
Que eu não te quero dizer
Aquilo que penso de ti
Para não me aborrecer!
Amanhã tu vê se vens
Vestidinha de outro jeito.
Pensa bem no que te digo,
Vê se te dás ao respeito!

Leonor Costa

Mais uma contribuição para o Escritor Famoso, como a anterior.


12 comentários:

elvira carvalho disse...

E muito engraçada. Paródia de um poema famoso muito bem feita.
Um abraço

Maria, Simplesmente disse...

Gostei da Lianor e dou os parabéns à Leonor.
Abraço
Maria

O Profeta disse...

Frágil e palpitante luz
A beleza é feita de ternos murmúrios
A voz quebra a quietude do silêncio
A chuva leva a terra ao encontro dos rios

Não há fracassos no sonho
Caminhei nas nuvens para te ver do alto
Abri os braços ao relâmpago
Desci à terra, senti nos pés o frio basalto


Vem comigo escolher o caminho


Mágico beijo

joaninha disse...

Muito engraçado!
Um poema feito sátira a uma outra poesia... Gostei.
Vamos continuar... não pode parar.
Um beijo enorma da joaninha

elvira carvalho disse...

Passei. Deixo um abraço e votos de bom fim de semana

Lúcia Machado disse...

Olá, Leonor

Obrigada, pela visita :)
Passei para agradecer as suas palavras, e dizer-lhe que gostei mt deste seu cantinho...

Tem poemas mt bonitos!

Voltarei mais vezes ;)

Peter disse...

E una boa contribuição, alegre e brejeira.

Clarice disse...

Boa de perna e boa de pena!

Sei que existes disse...

Hé!Hé! Tá bem giro!
Beijocas grandes

gaivota disse...

olá leonor, há tanto tempo que não te via...
vai formosa e não segura,
acontece!
lindo!!!
beijinhos

Peter disse...

Parada no tempo?

O Profeta disse...

Olhos brilhantes maré tardia
Cabelos rebeldes em desalinho
Pés descalços no, frio barro
Um berlinde atirado ao caminho

Um bando de alegres pardais
Ou um domador de tempestades
Apenas um pássaro charlatão
Dividindo o pão em metades

Vem navegar no mar breve dos olhos de uma criança


Boa semana


Mágico beijo