sábado, 28 de março de 2009

VIVER ILUSÃO


Não se importem comigo,
Deixem-me sozinha!
Não me digam nada,
Não me lastimem,
Deixem-me chorar,
Desesperar, descrer,
Mas erguendo sempre de novo
Meu etéreo castelo de ilusões!
Quero esquecer porque chorei...
Não pensar...
Quero deixar para trás,
Para bem longe, as lembranças.
Quero viver e ser eu.
Deixem-me erguer meu castelo
(Meu pobre castelo...)
Chamem-me louca!
Chamem-me louca, se quiserem,
Mas não me matem as ilusões!
*************
Leonor Costa
Em 1969

12 comentários:

joaninha disse...

Tão real! Tão actual! Tão sentido! Minha querida amiga, acho que sempre escreveu com muita profundadade e muito sentimento. Parabens, pois foi mais um momento que me enterneceu o coração. Beijinhos e vá! Continue...

*** Cris *** disse...

olá!
Acho que é necessários algumas ilusões na nossa vida.
Bjs e bom fim de semana!

KrystalDiVerso disse...

Sou agora filha de dor sem parto,
Amante vertigem de acolhedor abismo,
Espiral hipnótica em vazio farto,
Fora de mim da despedida que parto,
Partindo de ti, cicatriz de meu egoismo,
Fecundo teu mundo de meu doentio cinismo,
Sendo que não sou o quebrando que parto!

...

Apresento desde já as minhas mais sinceras desculpas, mas esse seu castelo deve ser demolido o mais breve possível; mesmo que lhe pareça um sacrilégio, isso não é um castelo mas sim uma masmorra borolenta que infecta o que de melhor deve haver na mulher. ORGULHO, DIGNIDADE e VAIDADE em o SER!...
Jamais algum(a) miserável merece que lhe levantem tão miserável monumento ilusório!... Castelo!... Por amor de Deus!....


Escolha entre... beijos e abraços

De Amor e de Terra disse...

Olá Leonor, bom dia!
Obrigada pela tua visita.

É, realmente, pelo menos de vez em quando, precisamos de gritar, nem que seja pra dentro; precisamos solidão, nem que seja por pouco tempo; e principalmente e sempre, prexcisamos de sonhos.
Um beijo com votos de bom domingo.
Maria Mamede

Vieira Calado disse...

Muita veemência, neste poema.

E por isso... é um poema interessante!

Bjs

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA LEONOR, BELÍSSIMO POEMA AMIGA... ADOREI!!!
BEIJINHOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

João Videira Santos disse...

Matar as ilusões é aniquilar os sonhos e sem sonhos o homem não vive...vegeta!

redonda disse...

Muito forte, assustador pelo desespero, mas com a esperança de sempre se conseguir erguer o castelo de ilusões.
Boa Páscoa e um grande beijinho
Gábi

Sandra Daniela disse...

Feliz Páscoa!!!
Toda manhã o Sol renasce pra te aquecer...
Faça como ele...

Toda manhã renasça para olhar o seu filho pequenino...
Todo dia renasça pra vê-lo crescer...
Todo dia renasça pra orientá-lo mesmo que ele já esteja
Crescidinho...

Todos os dias renascemos para a vida...
Para um novo amor...
Com um olhar “novo” para o desconhecido...

À noite a lua renasce passa por fases,
Cheia, minguante, nova crescente isso é Vida!!!


Por toda a nossa vida somos como a lua
Passamos por fases mas todos os dias
Renascemos para ser feliz...
Para brilhar como o Sol e se transformar como a Lua...

Isso é PÁSCOAL...

(Poema de Gorete Salvador)

beijinho

notyet disse...

Sendo o belo poema de 1969 e agora transcrito quase convicto fico que "não lhe mataram as ilusões"
Ainda resta gente boa...
Obrigado pela visita e deixo uma labareda

Ana disse...

São loucas como tu que fazem a vida bela

Joana Homem da Costa disse...

lindo...partilho essas sensações e compreendo tão bem o que este poema transmite.